Carregando...
''

10 PISCINAS NATURAIS DO BRASIL

Formadas nas quedas das cachoeiras, pelas marés, pelas águas represadas de rios, as piscinas naturais nos brindam com cenários magníficos, muitas vezes sazonais, para vários tipos de diversão como mergulhar ao lado de peixinhos coloridos, de corais ou simplesmente brincar ou nadar em águas calmas, sem ondas. A geografia privilegiada do Brasil favorece a formação de piscinas naturais de água salgada ou doce em todas as regiões do país.

Para esse Top 10, selecionamos piscinas naturais que representam bem a nossa diversidade geográfica e natural, capazes de inspirar roteiros bastante originais (e divertidos).

Piscinas naturais do Monte Roraima

É preciso encarar uma subida de 15 quilômetros para chegar ao topo do monte Roraima, um dos mais altos do país com 2.875 metros de altitude, para se refrescar nas águas geladas das piscinas naturais, formadas em poços de cristais de quartzo, e se deslumbrar com o ambiente que lembra cenários pré-históricos, verdadeiras obras de arte da natureza esculpidas nas rochas com plantas exóticas que crescem  entre as fendas.

Lagoa Bonita – Lençóis Maranhenses

É considerada uma das paisagens mais impressionantes do mundo, semelhante a um imenso deserto, com dunas branquíssimas esculpidas pela ação do vento, entremeadas por piscinas naturais, formadas no período das chuvas, que se apresentam cristalinas, escuras, esverdeadas ou de profundo azul. Um cenário surreal em constante transformação.

Fervedouros do Jalapão, Tocantins

Fervedouros são piscinas naturais que apresentam um fenômeno interessante e pra lá de divertido: faz a gente flutuar, sem qualquer esforço e impede que as pessoas submerjam. São mais de uma centena de fervedouros em Tocantins, o maior deles é o Fervedouro Bela Vista, com 15 metros de diâmetro, água transparente e incrivelmente azul, onde também é possível “flutuar” à noite.

Galés de Maragogi, Alagoas

Também conhecidas como “Caribe brasileiro”, pelas águas verdes cristalinas, as galés de Maragogi são piscinas naturais formadas por recifes de corais que surgem plenas na maré baixa. Passeios de barco levam o turista ao local para mergulhos de superfície com snorkel, ou mais profundos, utilizando cilindros. A localização é privilegiada: equidistante 130 km de Maceió e de Recife.

Porto de Galinhas, Pernambuco

Podemos dizer que se trata de um verdadeiro aquário natural, formado na maré baixa, preenchido por águas mornas e transparentes repletas de peixes de todas as cores. O cenário envolve águas verdes, céu azul e areias brancas. Para completar, jangadas coloridas levam e trazem turistas até as piscinas para mergulhos em meios a peixinhos coloridos. Fica no município de Ipojuca, a 70 km de Recife.

Taipu de Fora, Bahia

Localizada na península de Maraú, as piscinas naturais ficam na faixa de areia da Praia de Taipu de Fora, visíveis na maré baixa, portanto o acesso dispensa o uso de barcos ou jangadas. São mais de um quilômetro de piscinas em meio a areias claras, águas mornas e cristalinas, ideais para observar a fauna e a flora marinhas.

Parranchos de Maracajaú, Rio Grande do Norte

A 60 km de Natal, o cenário da praia é um quadro com mar de águas cristalinas, dunas, lagoas e as piscinas naturais, chamados parranchos, que surgem apenas na maré baixa. Passeios em catamarãs levam até os bancos de corais para mergulhos de snorkel em meio à rica vida marinha.

Morro de Fora, Fernando de Noronha

As piscinas naturais de Morro de Fora são consideradas as mais lindas de Noronha. Localizadas na parte do Morro banhada pela Praia do Meio, o acesso é feito por uma trilha que começa pela praia da Conceição até a Pedra Peão. Como é uma das poucas que não exigem agendamento, é preciso ficar atento à tábua das marés.

Gruta do Lago Azul – Bonito, Mato Grosso do Sul


Formado dentro de uma caverna, o lago tem cerca de 90 metros de profundidade e águas incrivelmente azuis. É um dos mais icônicos pontos turísticos de Bonito, localizado a 20 km do centro da cidade. Não é permitido mergulhar no lago, apenas contemplá-lo, assim como as rochas e formações geológicas de milhares de anos. O acesso é feito por meio de uma trilha de 200m até a entrada da gruta e uma descida de 150 metros até o lago.

Lagoas Verde e Azul, Angra dos Reis

Localizadas em Ilha Grande, a maior das ilhas de Angra, oferecem águas de cores caraterísticas que dão charme ao cenário e rica vida marinha. As águas tranquilas da Lagoa Verde permitem nadar ao lado de peixes coloridos, corais e tartarugas. O mesmo acontece na belíssima Lagoa Azul, local de parada dos barcos de turismo para a prática de snorkeling.

Praia da Lagoinha, Bombinhas 

As piscinas naturais fazem o charme de uma das praias mais bonitas de Santa Catarina. A água do mar é represada pelas pedras que cercam a região, formando as belas piscinas naturais, bastante procuradas para mergulhos com snorkel e também mais profundos para observar a rica fauna subaquática.

Texto Publicado na Revista Férias&Lazer – Ed. 57

Descubra este e outros destinos nacionais com o Clube RDC Férias. Entre em contato com a nossa Central de Reservas. Nosso atendimento acontece de 2ª a 6ª, das 8h às 20h30, nos telefones (11) 4096-0250 | 2172-0250. Lembrando que o telefone não é a única opção de atendimento, conte também com as opções online: Reserva OnlineChat e Solicite a sua Reserva disponível na área restrita do associado. <3

AMELIA SANTOS REZENDE

QUERO IR PARA FERNANDO DE NORONHA, MAS NÃO LOCALIZO NO SITE

9 de novembro de 2018 | Responder
    Redação RDC

    Olá, Amélia. Nesse caso, conte com a RDC Viagens. Envie um pedido de cotação para o e-mail agencia@rdcviagens.com.br, informando a quantidade de pessoas e o período da sua viagem. Se preferir, entre em contato pelo telefone (11) 2172-0270, 2ª a 6ª feira, das 9h às 19h. Qualquer dúvida, conte com a gente. Obrigado! 😉

    12 de novembro de 2018 | Responder

Deixe um comentário