Carregando...
''
00-CAPA-PraiaInverno

A previsão diz que dá praia no inverno

No dia 21 de junho, há cerca de 100 anos, cientistas na Antártica pulam dentro das águas congelantes do continente a menos 22 graus para comemorar o solstício de inverno. Há um século, como forma de celebração, desejam esperança um ao outro para enfrentar a escuridão do inverno, temperaturas abaixo dos menos 50 graus e ventos que podem atingir 300 km/h. Um continente em que os extremos são sempre no superlativo: o mais alto, o mais seco, com mais vento e com muito mais frio. Neste dia, além das festividades, há 24 horas de escuridão e a certeza que o sol voltará em breve.

 Ainda no dia 21 de junho, o evento que anunciou a chegada do inverno no Hemisfério Sul veio a sua maneira em diversos horários, e a sua história etimológica consegue descrever o que acontece na esfera astronômica: o sol fica estático – como se ele parasse e todos teriam que se recolher para hibernar, tal como a antiga palavra hiems, da qual originou o nome da estação invernal. As noites passam a ser mais extensas e os dias mais curtos. Porém, como uma ampulheta, as horas das noites vão sendo creditadas, até chegar a primavera e as horas noturnas e diurnas, equiparam-se. A prova que o sol sempre volta.

06-INTERNA-generico

Aqui, no Brasil, o solstício ocorreu às 7 da manhã do dia 21 de junho, no horário de Brasília. A noite também ficou um pouco mais prolongada, as temperaturas mais frias e surgiu o clima propício para curtir uma serra – e talvez, hibernar. Mas, eis que somos o país das contradições e viemos dizer que a previsão do tempo garante praia, minha gente!

.

Como é o tempo no Brasil para praia?

Já é sabido que verão é quase um pleonasmo de praia, embora haja muito sol nos meses de inverno pelo Brasil afora. Desta forma, reforçando que este início de inverno não tem sido tão frio assim, pelo menos neste começo, motivos não faltam para arrumar as malas e ganhar o tal sonhado bronze. Afinal, merecemos!

Outro ponto importante para entender de praia no inverno é sobre o clima predominante na maior parte do litoral brasileiro. Basicamente, possuem dois climas, o Tropical e o Tropical Úmido, cujo denominador comum são verões chuvosos e invernos secos. As temperaturas não costumam variar tanto ao longo ano, permanecendo estáveis. Neste contexto, a praia fica melhor ainda, pois quase não tem chuva!

Agora, anote aí a rota das melhores praias para curtir o inverno!

.

Para aonde ir

Primeiramente, é bom saber aonde não ir. Evite as queridinhas nordestinas: Salvador, Porto de Galinhas, Morro de São Paulo, Natal, Aracaju, João Pessoa, Maceió, Maragogi e Recife, pois estão em seu período de chuvas – sim, no inverno. No sul, como Ilha do Mel e Balneário Camboriú tem tempo firme, mas temperaturas que condizem com um agasalho. No sudeste, no Litoral Norte, a mesma história. Embora haja quem prefira uma praia com friozinho. Gosto é gosto!

Para poder aproveitar bem a praia com tudo que se tem direito, sugerimos algumas opções:

Fernando de Noronha

A primeira opção sugerida, que chega a ser até covardia de tão inesquecível é a ilha de Fernando de Noronha. No inverno, torna-se um portal para o paraíso com uma oferta mais razoável e com bem menos turistas que no Ano Novo. Com pouca chuva, a ilha de 17 km² pode trazer saudades antes mesmo de partir nos meses de inverno.

05-INTERNA-fernando-de-noronha

Os dias por lá são sempre sorridentes, as praias sem palavras e várias vantagens para curtir a sua estadia na ilha. Lembrando sempre que a pegada é mais simples, e se assim preferir dizer, sustentável. Sem carros e a máxima do menos ser mais.

Praia, praia, praia por todos os lados. Pedra dos Dois Irmãos, Praia dos Porcos, Praia da Conceição, Praia da Cacimba, do Padre e mais outras. Se na superfície é incrível, debaixo d’água é a mesma coisa. Mergulhe, caminhe, pegue sol, contemple a natureza. Aproveite a praia no inverno.

09-INTERNA-pedra-dois-irmaos

Região dos Lagos

O Rio de Janeiro é  o cartão-postal do Brasil, porém há outras opções que não deixam a desejar fora do Rio. É a região dos Lagos: Búzios, Arraial do Cabo e Cabo Frio. O litoral fluminense é a sua rota para curtir uma praia com paisagem azul.

03-INTERNA-buzios

Geograficamente, Arraial do Cabo é azul, fica praticamente dentro do oceano. Areia mais fina e águas sempre geladas – não sendo mérito do inverno. Tem piscinas naturais, tem azul para todos os lados, tem águas cristalinas.

02-INTERNA-arraial-do-cabo

Cabo Frio é o destino para se batizar no mundo do mergulho e conhecer a vida de uma ótica diferente: dentro do mar. As águas sempre claras dão boas-vindas aos mergulhadores entusiastas da vida marinha. E quê vida, minha gente!

04-INTERNA-cabo-frio

No radinho toca a leve batida da bossa nova – que até é um track bom -, com uma pegada mais Fellini e charme dos anos 60, anunciado que estamos em Búzios. Clássica e badalada o ano todo. Praias, sol e a temperatura sempre amena, como em toda a região.

DICA: Em Búzios, experimente se hospedar no Pousada dos Reis Hotel! Acesse o nosso site e conheça mais sobre onde ficar em Búzios.

Jericoacoara

Se é uma praia especial que procura, pode saber que já a encontrou: Jericoacoara ou apenas Jeri para os íntimos. E não venha se fazer de desentendido, dizendo que nunca ouviu falar deste paraíso, porque ela se tornou unanime em ser um destino queridinho por famosos e fotos no Instagram. Rústica, com vários “gringos” que escolheram viver a vida na leveza e com o tempero do sal do mar.

07-INTERNA-jericoacoara-2

Caiu no paladar dos turistas e, pasmem, a energia elétrica chegou a quase duas décadas passadas. Mas, vamos combinar que ninguém quer saber de chuveiro elétrico ou TV com esse cenário. Chega a ser um desrespeito as mãos divinas de quem criou esse ponto do planeta.

08-INTERNA-jericoacoara

O bugue será seu transporte entre as dunas e praias. E, vai, Carlos, aprender que o tempo pode passar de diversas maneiras. Sim, ele transcorre diferentemente para cada pessoa: alguns querem aproveitar todas as horas solares e outros todas as horas lunares em forrós arrasta chinela. Tem para todos gostos: para quem é do sossego e para quem é do agito. A única hora que todos se reúnem é a do pôr do sol. Clichê ou não, merecedor de aplausos!

Arraial d’Ajuda e Trancoso

E a Bahia nunca decepciona, mesmo quando Salvador não é um destino aconselhado nos meses de inverno. Arraial d’Ajuda e Trancoso está aí para dizer que realmente todos os santos fizeram um bom trabalho por ali.

Embora sejam praticamente Porto Seguro, elas oferecem uma perspectiva contrária a estética da cidade mais axé e cheia de formando que você já ouviu falar. Tradição é tradição, Porto é histórica e primeira parada dos portugueses em 1500, contudo, a beleza não fez miséria ao seu redor. Para quem prefere um ambiente mais rústico porém chic, a Costa do Descobrimento é o seu destino. Sorte nossa!

Em Arraial tem praia com barreiras de corais e desenhada na falésia com o resultado como a Praia da Pitinga. Tem a Praia dos Amores, tem a Praia do Espelho, tem a igreja Ermida de Nossa Senhora da Ajuda, construída por jesuítas em meados de 1500. Tem praia e gostinho de férias – como as da Oceania dentro da Bahia – praticamente o ano todo, com mais e menos gente – claro que nada comparado às micaretas de Porto Seguro.

Sabe aquelas praias com estruturas, aquelas barracas que de barracas não tem nada? São locais com restaurantes, bares, shows e até parque aquático, de acordo com quanto está disposto a gastar.

01-INTERNA-arraial-d-ajuda

Para pegar praia no inverno, o sul da Bahia possui um clima legal e garantia de sol, muito sol. Seguindo o mesmo exemplo do Arraial d’Ajuda, Trancoso também é satélite de Porto Seguro e tem essa vibe mais alternativa, arriscando dizer que mais que Arraial. Apenas nos anos 90 que houve a explosão do turismo, embora tenha sido um lar dos ‘bichos grilos’ nos anos mais Woodstock do século XX, no entanto a infraestrutura não deixa a desejar. E quando se diz não deixa, é porque é verdade.

10-INTERNA-trancoso

Casinhas coloridas nos quadrados charmosos, igrejas de São Sebastião chamada de São João e, claro, praias que são o fundo de casamentos. Anote aí: Praia dos Coqueiros. Certamente, a ideia de viver como Gabriela Cravo Canela vai trazê-los ganhar um cheiro baiano!

.

Do latim, a palavra inverno tem o DNA na palavra hiems, logo hibernar é uma tendência para a estação em que o sol fica estático, pelo menos na noite do dia 21 de junho. Sonhar, no sentido de quimera, vem de ghiems. Então, sonhar e dormir podem ser coisa de inverno, onde animais complexos, podem ser mais que um, como o inverno aqui no Brasil. Que pode dar serra, como praia!

A previsão do tempo é clara: dá praia no inverno, minha gente! E porque não comemorar o solstício com um mergulho em águas mais quentes e saber que o sol vai brilhar amanhã e depois?

Deixe um comentário