Carregando...
''
imgsGrandes

As delícias de viajar em família – Por Patricia Papp

Minha família ama viajar, quem disseminou o hábito foi meu avô, um geólogo que conheceu o mundo a trabalho, e que na volta sempre fazia sessões de slides na parede da sala mostrando os lugares que tinha conhecido. Os filhos e os netos ficavam fascinados com aquelas imagens de desertos na África, ilhas no Pacífico e cores da Ásia.

Quando eu era pequena, fizemos muitas viagens de carro por quase todos os cantos do Brasil e da América do Sul. Tenho ótimas lembranças destas viagens, no banco de trás do carro com meus irmãos.

Crianças

Cresci e fui cada vez mais longe. Morei em Nova York, viajei pela Europa. Conheci meu marido quando ele estava com uma viagem marcada para Grécia. Acabamos indo juntos e não paramos mais de viajar, fomos para a Califórnia, para Holanda, Alemanha, Espanha e para países mais exóticos e distantes como Marrocos, Cuba, Japão, Malásia…

Mergulho

Quando fiquei grávida do Pedro, decidimos que não iríamos parar de viajar. Pelo contrário, levaríamos ele junto com a gente para que ele achasse natural conhecer lugares, pessoas e culturas diferentes. Ele fez o primeiro vôo com 3 meses, quando fomos juntos para o litoral de Alagoas. Hoje ele tem 11 anos e já conhece Buenos Aires, a Disney, Paris, Londres, Canadá, Dubai e até a Tailândia.

Talvez ele lembre muito pouco das primeiras viagens, mas ele já sabe se comportar em um avião, em restaurantes, e muito mais importante do que isto, sabe respeitar as diferenças, percebe que cada país tem seus costumes, sua religião, usa roupas diferentes e come comidas diferentes.

Antes da primeira viagem com ele perguntei ao pediatra, se ele tinha alguma recomendação e ele me disse: em todos os lugares existem crianças e que elas tem as mesmas necessidades que meus filhos.

Estação-de-Trem

Acho que quanto mais viajo com meus filhos, mais aprendo a viajar. As malas são cada vez menores e mais práticas. Aprendi a planejar os dias da viagens, os horários dos vôos, a me informar sobre a localização dos hotéis e o que eles oferecem.

Passeio-no-rio

O maior aprendizado de todos é que uma viagem em família tem um ritmo muito diferente do que as outras. As crianças se encantam com coisas muito simples, as vezes, uma pomba em uma praça é a coisa mais legal do mundo, crianças não entendem o conceito de pressa no aeroporto e não ficam arrasadas porque não viram todos os brinquedos do parque, ela preferem aproveitar uma coisa de cada vez, curtir aquilo que elas estão fazendo naquele momento, mesmo que isto seja tomar um sorvete ou andar de mãos dadas com os pais que estão de férias.

Patricia Papp é autora do livro “Como Viajar Com Seus Filhos sem Enlouquecer” e escreve suas aventuras no blog Viajo com Filhos .

*Matéria publicada na revista RDC Férias&Lazer, edição 50

Deixe um comentário