Carregando...
''

Cruzeiro Caribe Sul e Antilhas, histórias e natureza

Ok, amamos cruzeiros. É um jeito prático de viajar mais, de conhecer mais lugares em menos tempo, de aproveitar intensamente cada minuto, dentro e fora de um luxuoso hotel itinerante. Então não resistimos. Depois dos Cruzeiros de Verão na Costa Brasileira,  não poderíamos deixar falar dos cruzeiros internacionais.

msc-fantasia-interno-2

Para facilitar, escolhemos um destino icônico, Caribe Sul e Antilhas, e um navio luxuoso, o MSC FANTASIA, como exemplo para tirar algumas dúvidas que envolvem uma viagem de cruzeiro internacional, como funciona a vida a bordo, as documentações exigidas e outros detalhes, para inspirar e ajudar você a decidir por um tipo diferente de experiência de viagem e usar a flexibilidade do seu Plano de Férias para alcançar esse objetivo.

Dica: Os documentos exigidos para um cruzeiro internacional são os mesmos de qualquer viagem para fora do país,  inclusive para o embarque desembarque nos portos de escala, como passaporte, vistos, certificados de cidadania, autorização para crianças e adolescentes, vacinas etc. Esse cruzeiro específico, por exemplo, não exige visto, mas é obrigatória a apresentação do Certificado Internacional de Vacinação contra febre amarela – ou seja, se tiver o Certificado Nacional é preciso trocá-lo pelo internacional num dos postos da ANVISA.

Dentre as várias opções de roteiros no mar do Caribe, escolher Caribe sul e Antilhas significa navegar pelo lado mais autêntico desse mar na fronteira com as Pequenas Antilhas – um conjunto de dezenas de ilhas na forma de um arco, banhadas também pelo golfo do México e o Oceano Atlântico. Imergir na história do período das grandes navegações espanholas e portuguesas do final do século XV. Reviver a época das lutas contra os piratas, das disputas entre ingleses, holandeses, franceses e espanhóis pelo controle da belíssima região do Caribe, também conhecidas como Ilhas Sotavento e Barlavento (respectivamente, as mais ao norte e as mais ao sul). Historicamente, os europeus chamavam a região de “Índias Ocidentais”.

msc-fantasia-interno

Dica: Faz parte do planejamento da viagem saber onde o navio ficará ancorado, levantar as atrações nos diferentes portos de escala, definir seu objetivo em cada destino, levantar os preços, a moeda corrente  e planejar os passeios dentro das suas expectativas para aproveitar o melhor a escala em terra firme.

Outro ponto importante é verificar de que porto sai o cruzeiro e se o pacote inclui ou não passagem aérea, traslado etc. Neste cruzeiro, o pacote inclui o voo da Gol Linhas Aéreas (São Paulo- Fort-de-France- São Paulo) e o traslado terrestre aeroporto-porto-aeroporto. A saída acontece no porto de Fort-de-France, porta de entrada da ilha Martinica, território da França, que tem o francês como idioma e o euro como moeda corrente.

Ao fazer as escalas nos diferentes portos, leve consigo o seu cartão do navio e um documento de identidade. Os passaportes podem ficar no cofre do navio. Procure saber a moeda melhor aceita em cada escala.

O MSC FANTASIA parte de Fort-de-France rumo a Pointe-à-Pitre, em Guadalupe, um departamento ultramarino francês. Fundada em meados dos anos 1600, tem como uma das atrações turísticas a Place de la Victoire, um parque construído em 1794, como celebração da primeira abolição da escravatura, rodeado por lindas casas, restaurantes e onde acontecem as principais atrações artísticas e culturais da cidade. Aproveite que os mercados são atração à parte da cidade para conhecer um pouco da vida local, suas cores e sabores autênticos. Já no desembarque, conheça o Mercado do porto Keruland, localizado em frente ao mar do Caribe. Conheça também o Mercado Central, com produtos tropicais e especiarias e o Mercado das Flores, na Praça Gourbeyre.  

pointe-a-pitre

Dica: Geralmente os passeios não estão inclusos no pacote do cruzeiro. O MSC Fantasia, por exemplo, oferece serviço de excursão à parte.

Navegando no sentido norte, está o próximo porto de escala, Phillipsburg, parte holandesa da ilha San Maarten, área de 87 km/². A outra parte da ilha, território francês de 53 km², é Saint Martin. Apenas um obelisco divide os dois lados.

phillipsburg

Phillipsburg divide a atenção entre curtir seus vários tipos de praias, como a famosa Maho Beach, com aviões passando bem baixinho sobre as cabeças e a Great Bay Beach, com 1,5 km de extensão, ou aproveitar atrações urbanas, como a Front Street e Boardwalk, as duas principais ruas do centro de Phillipsburg, para compras duty free, com lojas de luxo e de eletrônicos, roupas, joias, além de bares e restaurantes. Na Old Street, delicie-se com as coloridas casinhas tipicamente caribenhas. No lado francês, na capital Marigot, um dos passeios imperdíveis é o Forte St. Louis, construído em 1789 no reinado de Luiz XVI. Localizado numa colina, oferece uma vista espetacular de Marigot Bay, na exuberante ilha de Santa Lúcia.

phillipsburg-02

Dica: Uma vez o navio atracado, os passageiros têm entre 6 e 9horas em terra firme para aproveitar como quiser aquela escala. Durante esse período são usados barcos de apoio que fazem o trajeto de ida e volta.

Um cenário de aventura dos melhores filmes de piratas no Caribe aguarda você em Road Town, capital das Ilhas Virgens Britânicas, situada em Tortola, a maior das ilhas desse arquipélago. Uma das excursões mais procuradas é conhecer a ilha de Jost Van Dyke, pirata e colonizador holandês que viveu na ilha no século XVII. E como pirata lembra rum, há também a visita à Callwood Rum Distillery, uma destilaria de cana-de-açúcar que preserva sua estrutura original e onde é possível fazer degustação da bebida. Também vale fazer passeios nas baías das ilhas, como à Virgin Gorda Island. Um clima mais urbano é conseguido no ponto mais alto da ilha, a aproximadamente 400 metros acima do mar, no restaurante panorâmico Skyworld, um lugar perfeito para almoçar e deliciar-se com a vista.

road-town

Dica: Mesmo saindo para explorar a escala em terra firme, há que prefira voltar para fazer as refeições no navio. Nesse cruzeiro, por exemplo, há opções de gastronomia mediterrânea e buffet gourmet com 13 ilhas de especialidades culinárias, aberto 20 horas ao dia.

Navegando para o sul está São Vicente e Granadinas e a escala no porto de Kingstown, capital desse arquipélago rodeado de águas azuis-turquesa, praias de areias brancas com palmeiras e corais multicoloridos. Kingstown é famosa por suas construções de pedra como a Catedral de Santa Maria, de 1820, com suas torres góticas e ornamentos de arte mourisca. A cidade cresceu protegida pelo Forte Charlotte, construído no século XIX, hoje um espetacular mirante para vista das ilhas e arredores. Não perca o autêntico clima “Ilhas Ocidentais” que envolve a cidade no Mercado de Peixes. A aventura fica por conta de desafios na natureza, numa caminhada até o estravulcão La Soufrière, a montanha mais alta das Antilhas, ou ao encontro de cachoeiras, remando um caiaque ou mergulhando nas águas cristalinas, explorando baías e cavernas.

kingstown

Dica: Aproveite a noite a bordo do MSC, confira as atrações como espetáculos teatrais ao estilo Broadway.

A capital das ilhas São Cristóvão e Névis, Basseterre, é a penúltima escala do cruzeiro e talvez a mais curiosa. Rica em contrastes, mistura o charme de belas praias, falésias, vulcões adormecidos, como o Monte Liamuiga, jardins ornamentais, montanhas arborizadas, fortalezas abandonadas e bucólicas fazendas. Descoberta em 1493 por Cristóvão Colombo, São Cristóvão foi colonizada pelos ingleses em 1623, assim como Nevis, logo depois. O território tornou-se independente em 1983. Vale a pena descobrir essa história registrada na arquitetura local do século XVIII, como a Casa Georgiana e a Casa Grande, com seu jardim botânico, além de ruínas de antigas fazendas de cana-de-açúcar fora da cidade, como Wingfield Estate e seu complexo aqueduto. Aproveite o caminho para fazer uma parada em Romney Manor para conferir como é feito o famoso tecido criativamente colorido, o batik caribenho.

monte-liamuiga

Dica: Voltando ao MSC ou permanecendo nele, aproveite o entretenimento a bordo que engloba todas as idades, e conta com programações diárias.

A última escala do MSC FANTASIA é para curtir ao máximo o marzão caribenho – Saint Johns’s, capital de Antígua e Barbuda.  Antígua é conhecida por seu litoral de 365 praias – uma para cada dia do ano, como dizem os locais. E de todos os tipos: famosas como Dickenson Bay, com vários restaurantes na orla e ótima para praticar caiaque; Half Moon Bay, protegida por recifes; Pigeon Point, para mergulhos com snorkel ou Galley Bay, paraíso dos surfistas.  Há ainda praias situadas em crateras vulcânicas ou deliciosamente isoladas como na península Five Island, com praias como Deep Bay e a extensa Lignumvitae Bay. Aproveite que o navio aporta ao longo da costa sul da ilha, e não em Saint Johns’s, especificamente, para ir direto ao centro histórico da ilha.

Dica: O MSC FANTASIA retorna a Fort- de- France e imediatamente após o desembarque um transfer leva os passageiros até o aeroporto local. O voo de volta a São Paulo (Guarulhos) faz escala em Manaus.

Falamos tanto das atrações em cada escala do cruzeiro, no entanto há muitos viajantes que só deixam o navio se houver uma solicitação do comandante. Preferem permanecer a bordo e aproveitar as instalações esportivas, quadras, academias, as áreas de lazer, SPA, piscinas, curtir as atividades e entretenimentos oferecidos diariamente. E até ir às compras lá mesmo, aproveitando que nas lojas a bordo não se aplicam impostos e taxas (duty free) e os preços podem ser muito mais baixos.

Dica: A moeda utilizada a bordo do navio MSC FANTASIA nesse cruzeiro é o EURO (EUR).

Aproveite a flexibilidade do Plano de Férias RDC e consulte esta e outras opções de cruzeiros nacionais e internacionais disponíveis na RDC Viagens e conte com todos os serviços e a assessoria da agência preferencial do Associado. Entre em contato pelos telefones  (11) 2172-0270 / 4096-0270, de Segunda a sexta-feira das 8h às 19h30, ou pelo e-mail agencia@rdcviagens.com.br.

Jorge Auad

e muito bonito. me mande o orçamento da viagem internacional deste cruzeiro

9 de agosto de 2017 | Responder
    Redação RDC

    Olá, Jorge! Nesses casos conte com a RDC Viagens, a agência preferencial do Associado. Envie um pedido de cotação para o e-mail agencia@rdcviagens.com.br informando a quantidade de pessoas e o período da sua viagem. Se preferir, entre em contato pelo telefone (11) 2172-0270, 2ª a 6ª feira, das 9h às 19h. Bom planejamento! 😉

    10 de agosto de 2017 | Responder

Deixe um comentário