Carregando...
''

Especial Dia Internacional das Mulheres: Pra onde você viajaria com essas mulheres?

Elas foram especiais no seu tempo, inspiraram e continuam a inspirar muitas vidas, especialmente de mulheres. Neste Dia Internacional da Mulher imaginemos que, num passe de mágica, podemos viajar com mulheres que marcaram a história do Brasil e do mundo, escolher um destino de viagem, aquele que poderia agradar, ou instiga-las, e partir com elas nessa viagem. Por que não?

Que tal Tarsila do Amaral em Nova York? A reconhecida artista plástica brasileira, que participou ativamente do movimento modernista no Brasil, especialmente da Semana de Arte Moderna de 1922, estudou em São Paulo e em Barcelona e seu quadro Abaporu, de 1928, inaugurou o movimento antropofágico nas artes plásticas. O que ela faria no MoMA, o Museu de Arte Moderna de Nova York, inaugurado em 1939, quando ela estava em pleno movimento no Brasil? Pois bem, entre outubro de 2017 e fevereiro de 2018, ela ganhará uma mega exposição que passará pelo Art Institute of Chicago e pelo MoMA. Fazer esse roteiro com Tarsila seria uma experiência pra lá de rica e emocionante. Imagine o quadro que você pintaria depois dessa viagem.

Tarsila-do-amaral

moma-nyc

Você perderia uma selfie com Leila Diniz, tendo ao fundo coloridas pipas de kitesurf no céu?  Na década de 1960 ela se tonou símbolo da liberdade feminina, rompendo conceitos e tabus com atitudes simples, como ir à praia grávida, expondo a barriga num biquíni, ou falando sem censura sobre o prazer feminino. Certamente ela ficaria feliz, maravilhosamente livre, leve e solta na Praia do Preá, em Jericoacoara, no Ceará. Você resistiria?

leila-diniz

jeri

Como Carmem Miranda se sentiria numa experiência de compras na Rua 25 de março, no centro de São Paulo? Descendo a Ladeira Porto Geral, entrando e saindo de lojas de tecidos, de armarinhos, de botões, linhas, lãs, de bijuterias coloridas, prateadas, douradas, cheias de balangandãs e badulaques que só a criatividade da Pequena Notável poderia traduzir em fantasias tão originais que deixaria figurinistas de Hollywood, mais uma vez, de queixo caído. Sem dúvida, ela não perderia a oportunidade de dar uma esticadinha no Mercado Municipal para provar o famoso sanduíche de mortadela e, de quebra, levar algumas frutas exóticas no seu turbante.

carmem-miranda

mercadao-sp

Que lugar encantaria Dandara, a mulher do líder dos Palmares, Zumbi, que participava ativamente da elaboração das estratégias de resistência, desafiando o sistema de escravidão no Brasil? O que ela diria da paisagem dos Cânions em Canindé de São Francisco, em Sergipe, na divisa com Alagoas? Seria perfeito observar Dandara navegando em canoas entre aqueles enormes paredões, nadando sobre as águas cor de esmeralda do Velho Chico. Mais interessante ainda seria ouvi-la falar de liberdade, desta vez da natureza e do poder do homem sobre ela, em meio ao Rio São Francisco e a Usina Hidrelétrica de Xingó.

dandara

rio-sao-francisco

Já uma viagem de experiências gastronômicas na Patagônia Chilena com a aviadora brasileira, Anésia Pinheiro Machado, seria como ela, desafiadora! Ela foi a primeira a pilotar um avião entre Rio e São Paulo em 1922. E também a percorrer, em 1951, mais 17 mil quilômetros pelos céus das Américas, voando entre Nova York e o Rio e cruzando as Cordilheiras dos Andes, entre Santiago do Chile e Mendoza, na Argentina. Seria imperdível ouvi-la falar sobre Santos Dumont, que inclusive a homenageou, enquanto saboreia um bom Paine aos pés dos Andes, vinhos cujos rótulos fazem referências às florestas, montanhas, glaciares, lagos e rios do Paine National Park. Desafio maior seria acertar a harmonização com pastel de choclo, prato feito a base de milho, recheado com carne picada, frango, ovos cozidos, azeitonas e passas, assado e gratinado com uma fina camada de açúcar por cima.

anesia-pinheiro-machado

cordilheira-dos-andes

Não é preciso voltar ao tempo para fazer viagens maravilhosas com mulheres maravilhosas. Associados RDC podem contar com opções de hospedagem em mais de 250 destinos do Brasil e com o apoio da sua agência preferencial, a RDC Viagens, para aproveitar a flexibilidade de seu Plano de Férias para hospedagens no exterior e condições especiais em todos os serviços turísticos. Sempre é tempo de homenagear a mulher, viajando com ela.

Dica: Antes, durante e após as viagens há sempre uma vantagem à disposição dos associados do Clube de Férias. Consulte no site as parcerias exclusivas RDC para descontos em parques, livrarias, lojas de artigos esportivos, presentes e em restaurantes, por meio do Chef’s Club.

Deixe um comentário