Carregando...

Las Vegas – a cidade que bate recordes

Apenas deserto. Essa é a vista de quem está a caminho da “Sin City”. Em um passe de mágica, a paisagem árida se transforma, e brota da areia um oásis que promete transformá-lo. Como já cantou Elvis Presley, em “Viva Las Vegas”, “Se vê-la uma vez, nunca mais será o mesmo”. Uma promessa de experiências intensas de superlativos que é cumprida à risca.

Há várias definições para Las Vegas, todas concordando com a autoproclamação da sua placa de boas-vindas. Ao chegar à sua porta, palavras em neon já avisam: “Welcome to fabulous Las Vegas”. Tudo por lá parece fabuloso, praticamente exagerado. Os maiores hotéis e cassinos do mundo, a cidade mais brilhante do mundo. É a capital das extravagâncias, com a maior réplica da Torre Eiffel já erguida no mundo, com o maior farol apontado para o céu do mundo, com a montanha-russa mais alta do mundo, com a maior pepita de ouro do mundo, com a maior roda gigante do mundo. É a capital do entretenimento, é a capital do casamento, é a capital do pecado. É over, é kitsch, é intenso. E vale muito a pena.

A principal artéria da cidade é a Strip e é por lá que se encontra o agito. São quilômetros com mega estabelecimentos temáticos que incorporam o termo too much como mantra de vida. As luzes podem até mesmo deixá-lo positivamente atormentado, mas é a especialidade da casa. Aliás, é praticamente viajar o mundo em várias épocas sem sair do perímetro. Paris, Nova York, Veneza, Monte Carlo ou a corte do rei Arthur, florestas tropicais, Egito faraônico.

Para começar a entender Las Vegas

Com tantos títulos, não poderia deixar de ter alguma contradição. Embora tenha uma fama que não agrade muito aos moralistas, a sua formação, no entanto, se dá por um grupo de mórmons, que em 1855, refugiaram-se no pequeno oásis de Nevada. Com a corrida pelo ouro e demais minérios, em 1905, a estrada de ferro fincou uma rota por lá, tirando de Vegas qualquer possibilidade de ganhar o título de cidade-fantasma, como tantas outras pelo Velho Oeste.

A sua fama cresceu com suas leis flexíveis, quando os Estados Unidos viviam uma onda puritana. A Lei Seca imperava na caça às bebidas e costumes, contudo os jogos de azar eram liberados. As “casas dos prazeres” operavam livremente em 13 dos 17 condados dos EUA, incluindo em Las Vegas.

Entretanto, haviam outras facilidades guardadas por leis estaduais de Nevada que atraiam mais visitantes para lá. Ironicamente, no auge da Grande Depressão, muitos casais procuravam a cidade para obterem o divórcio. Em menos tempo que as demais cidades, poderiam desdar o nó sem tantos problemas. Assim, como haviam vários divórcios, os casamentos também se facilitariam, sem as exigências costumeiras, como exames de sangue. Nascia aí uma potência casamenteira, a qual agregou na aposta ousada da cidade para se destacar das demais americanas. Uniram o útil com o agradável em uma receita infalível: jogos de azar, divórcios rápidos e casamentos fáceis. Hoje, o setor do casamento é a segunda maior indústria de Nevada, perdendo apenas para os jogos.

Em 1940, foi construída a capela mais antiga da cidade para unir corações apaixonados express, The Wee Kirk O ‘The Heather’. Dois anos depois, foi a vez da The Little Church of the West, onde hoje é a Las Vegas Strip. No entanto, o mais admirável é a marca de ter realizado o maior número de casamentos de celebridades da história da cidade.

CURIOSIDADE: A cena do casamento do filme “Viva Las Vegas”, com Elvis Presley, foi gravada na The Little Church of the West.

 Dizer ou não dizer sim em Las Vegas?

Para quem quer se casar ou renovar a união em Las Vegas, saiba que os dias mais concorridos são o Dia dos Namorados e o Réveillon. Mas isso não é um problema! São cerca de 50 capelas espalhadas pela Strip, como a Graceland Wedding Chapel, com seu sósia do Elvis cantando “Love Me Tender”. Ou, se preferir, também há igrejas mais sofisticadas dentro dos hotéis, como a Bellagio’sWedding Chapel Las Vegas, no Hotel Cassino Bellagio. Inclusive, os próprios resorts e hotéis oferecem esse serviço. Um casamento em Las Vegas leva em média 30 minutos. Logo, sempre haverá um horário disponível para quem queira dizer sim.

Vem gente de todo mundo em busca dessa experiência e a cidade está preparada para a demanda. Você pode encontrar pacotes de cerimônias que variam de US$ 150 a US$ 2000. O mais simples garante o lugar, a decoração e o fotógrafo. Porém, o céu é limite, ainda mais se tratando da capital do entretenimento. Você pode montar seu pacote como bem preferir: com cover do Elvis, transmissão ao vivo para o Brasil, limusine e até mesmo convidados de mentira.

Há as opções de casamento legal válido no Brasil, como também o casamento fake apenas para aproveitar o momento. Para quem leva a sério, é preciso seguir algumas normais e enfrentar uma certa burocracia que terá um final feliz! Mas, isso é assunto para outro post 😀 ! Aproveite e deixe um comentário no final do texto se você gostaria de saber mais sobre como legalizar seu casamento em Las Vegas!

Rolando os dados

Se todo pensamento cria um lance de dados, em Vegas você pode materializá-lo nos famosos cassinos. Em épocas mais antigas, quando os mafiosos comandavam a cidade, o gangster Benjamin “Bugsy” Siegel iniciou a era da Vegas moderna, com a construção do hotel Flamingo. Logo, outros estabelecimentos foram tomando forma e imortalizando a lenda de referência de glamour, graças à Hollywood.

De fato, gastar um tempinho tentando a sorte é uma experiência interessante. As máquinas de caça-níqueis estão em todas as partes, menos em hospitais e escolas. Ao chegar no aeroporto McCarran, você pode escolher qual jogo é a sua cara. Você prefere a temática do Game Thrones ou do Michael Jackson? Jogue, mas tome cuidado com o tempo. Principalmente dentro dos cassinos! Não há relógios, tão pouco janelas. Com bebida free e uma arquitetura que lembra mais um labirinto, o lugar é uma boa armadilha para perder um bom tempo. Quanto ao dinheiro, a sorte estará lançada. Você pode perdê-lo ou ganhá-lo. Então, seja responsável! 😀

Os cassinos estão dentro dos famosos hotéis e passam as fronteiras da jogatina. Mesmo para quem não quer encarar uma mesa de Black Jack, vale à pena turistar por esses lugares. São tantas atrações que vai ser difícil escolher apenas uma. É bom ressaltar que as crianças são proibidas nas dependências dos cassinos. Contudo, existe um mundo de opções de entretenimento dentro dos estabelecimentos hoteleiros, que será um ponto positivo se for viajar com a família completa. Vegas acolhe a todos com a melhor diversão do planeta.

Hotéis e mais hotéis

Tecnicamente, as atrações estão ancoradas na Las Vegas Boulevard ou simplesmente Strip. Os hotéis são uma atração que você deve conhecer. Entre em todos quanto puder, principalmente os mais famosos. São mais que lugares para descansar, são praticamente um universo paralelo inacreditável, além de assustadores de imensos – dificilmente será possível conhecer 3 hotéis por dia. O cardápio de entretenimento contempla restaurantes renomados, SPA’s, shoppings, casas de espetáculos, capelas, piscinas e até mesmo uma cópia de lugares famosos do mundo.

O luxo tem um trecho garantido a 6,7 km da Strip: Bellagio, The Venetian, Caesars Palace, Excalibur, Luxor, Mandalay Bay, MGM Grand, Monte Carlo, New York New York, Paris, Aria, Cosmopolitan, Stratosphere, Wynn & Encore, Treasure Island e etc. Um concentrado de grandiosidades que costumam competir entre si para ver quem chama mais a atenção do turista. Não se esqueça que tudo é levado ao limite em Las Vegas.

Não deixe de CONFERIR as opções de hotéis pela agência preferencial do Clube, a RDC Viagens! Clicando aqui!

Megalomania ou não. Você pode aproveitar esse modo de encarar a vida excêntrico. No Venetian, o primeiro andar é uma cópia dos canais de Veneza, com passeio de gôndola ( US$ 29 a US$ 116) sob um céu pintado que nunca verá uma nuvenzinha de chuva. Já o seu lobby é uma representação fiel à Capela Sistina, que renderá várias fotos.

O mundo está bem representado na cidade, que não poupa referências. É praticamente uma volta ao mundo em uma única avenida. O New York New York tem a sua própria Estátua da Liberdade e o trajeto Big Apple Coaster Arcade, uma montanha-russa que passa por dentro de uma réplica de Manhatthan, terminando em looping atrás da estátua. São filas infinitas com um adicional: se quiser se casar em uma delas, você pode!

O Circus Circus armou sua lona e picadeiro no meio de seu cassino. O Bellagio e Wynn encantam com as suas fontes que dançam ao som de músicas que fazem sucesso, e o Mirage realmente entra em erupção com seu vulcão cravado em sua fachada.

Dizem que se pode tocar o céu em Las Vegas e é verdade. O Stratophere oferece um observatório surreal da cidade e brinquedos radicais localizado a 350 metros de altura. Uma mistura de gangorra e montanha-russa que rodopia em alta velocidade na presença da paisagem do deserto. Mas, caso prefira algo mais ameno, experimente tomar um drink no Level 107 Longue. Para não destoar das demais atrações da Cidade do Pecado, você estará no bar mais alto da cidade.

No Hotel Paris, o romantismo é garantido com um jantar no topo de sua Torre Eiffel, com o francês encarnado em suas estruturas, em que os funcionários se chamam de cidadãos, como a Revolução Francesa. Porque não só de despedidas de solteiro vivem as atrações de Las Vegas.

Novas perspectivas – o Lado B do neon

Hoje, Vegas segue uma tendência mais familiar. Mas, se você quer conhecer a sua essência, a Downtown é um bom caminho. O primeiro bar da cidade está lá, o Atomic Liquors. Se prefere algo ainda mais diferente, o Hogs & Heifers possui uma decoração com vários soutiens pendurados nas paredes e garçonetes gritando em megafones.

Não deixe de CONFERIR as opções de passagens aéreas pela agência preferencial do Clube, a RDC Viagens! Clicando aqui!.

Ainda na onda old school, a Fremont Street é a sua chance de encontrar uma Cidade do Pecado mais autêntica e revitalizada. São cinco quarteirões cobertos por um telão de luzes de LED (óbvio que seria o maior telão de LED do mundo) e show gratuitos de artistas de rua fantasiados, e, claro, mais sócias de Elvis Presley.

Você tem fome de quê?

Uma coisa é certa! Ir à Las Vegas é se perder também nas opções de alimentação. Uma dica importante: estando em Vegas, você encontrará muitos dos mais importantes restaurantes da alta gastronomia dos Estados Unidos. Experimente, porque vale muito a pena.

Para quem gosta de comer bem, mas bem mesmo, os buffets são ótimos. No entanto, prepara-se para as filas gigantescas. Quanto mais barato o buffet, mais filas e menos opções de pratos.

Agora se o lema é economizar, mire nas redes de fast food que estão espalhadas por toda cidade!

Mais atrações

A maior roda gigante do mundo tem 160 metros de alturas e cabines de vidro, está fincada no meio da Strip. Assistir ao pôr-do-sol é irrecusável. Os valores giram entorno de US$ 22 a US$ 47.

Conferir a um espetáculo do Cirque du Soleil é uma condição necessária para quem viaja à Vegas. São 6 shows em cartaz: KÀ, The Beatles Love, “O”, Mystère, Michael Jackson One e Zumanity. Claro que também tem outros tipos de shows como o Blue Man Group e David Copperfield.

DICA: Os preços das apresentações do circo canadense são um pouco caras, no entanto, confira as promoções no estande da Tix4Tonight. Os ingressos que não foram adquiridos até o dia da apresentação, são vendidos pela metade do preço. Também oferecidos descontos em restaurantes.

Outra atração, são os museus. São interessantes porque ajudam a entender melhor a confusão que é a cidade. Tem o MOB – Museu do Crime Organizado, o Neon Museum e o National Atomic Testing Museum. Respectivamente, abordam temas como a relação da construção de Vegas com a máfia, passando pelas placas de Neon e os teste nucleares que aconteciam no deserto na década de 60 junto com o famoso mito da área 51. Ainda tem os famosos: Car Museum, Madame Tussauds e Bellagio Gallery of Fine Art.

Vamos para o que interessa: compras

Las Vegas é uma grande mescla dos prazeres da vida, inclusive as compras. Para os brasileiros, é um prato mais cheio que os dos famosos buffets da cidade. Os shoppings estão por todas as partes, os melhores da Strip são o Fashion Show Mall, Grand Canal ShoppesMiracle Mile Shops, The Forum Shops e The Shops at Crystals.

Da mesma proporção dos seus hotéis, os outlets também fazem os olhos brilharem. Essas lojas estão próximas ao centro da cidade, tanto na saída sul quanto na saída norte. A diferença fica por conta da climatização. Lembrando que Las Vegas fica no meio de um deserto, tudo que amenize o calor é muito bem-vindo. O Las Vegas North Premium Outlets tem 175 lojas ao ar livre e o Las Vegas South Premium Outlets possui 140 lojas climatizadas.

Além do muros de Las Vegas – Grand Canyon e Hoover Dam

Estando em Las Vegas, não perca de conhecer uma das Sete Maravilhas Naturais do Mundo, o Grand Canyon. São 2h30min do centro da cidade ao West Rim, e 5 horas de South Rim, onde está a parte mais bonita do Grand Canyon, no Parque Nacional do Grand Canyon.

Outro passeio interessante é Hoover Dam, um reservatório de abastecimento de água, construído em 1936 e que tem uma história e tamanhos impressionantes.

Las Vegas é uma cidade complexa que beira a contradição. Mas, tudo bem! No meio desse caos sempre há uma beleza e a possibilidade de se aventurar por diversos cenários sem sair do quilometro quadrado e ainda praticar o people watching, sem se espantar com o estilo das pessoas, porque você está em Vegas e tudo é – quase – permitido. Lembre-se sempre de Elvis: “Se vê-la uma vez, nunca mais será o mesmo”.


Já está incluindo Las Vegas em seus destinos de viagem?  Então conte com a RDC Viagens para seu planejamento, é bem fácil!

Navegue pelo nosso site e confira as melhores opções de hotéis e passagens aéreas! Você também pode solicitar uma cotação personalizada. Lembre-se de informar a quantidade de pessoas e o período da sua viagem. Se preferir, entre em contato pelo telefone (11) 2172-0270, 2ª a 6ª feira, das 9h às 19h e boa viagem.


Leia também:

Roteiro Internacional: Las Vegas

Deixe um comentário