Blog RDC Férias
Carregando...
''
imgcapa-primavera

Passeios para viajantes caçadores de flores

Viajar na primavera inspira passeios assim: sair à caça de paisagens que, literalmente, afloram somente, e especialmente, na primavera e até mesmo antes de ela chegar. Como é o caso das cerejeiras, cuja florada merece uma festa especial no início de agosto, no Bosque das Cerejeiras, no Parque do Carmo em São Paulo, onde  os visitantes  costumam estender suas esteiras para apreciar melhor a florada sob os 4.000 pés de cerejeiras distribuídos pelo parque.

cerejeira

Dica: Localizado na Zona Leste de São Paulo, o  Parque do Carmo possui lagos, nascentes, mais de 90 tipos de aves, além de pistas de atletismo, de cooper, campo de futebol, trilha ecológica, área para piqueniques, lanchonete, playground, um museu de ecologia e um anfiteatro ao ar livre reservado para shows.

Quer apreciar a flor símbolo do Brasil? Então, que tal ir para São Luís, no Maranhão, com suas ruas arborizadas com milhares de ipês nativos da região, do bioma  amazônico e do cerrado? Também pode ser em Brasília, onde os ipês fazem a festa de todas as cores. As floradas dos ipês chegam assim: primeiro afloram os ipês roxos, depois os amarelos, em seguida vêm os cor-de-rosa e por último os brancos. A florada dos ipês roxos dura de 10 a 20 dias, enquanto os amarelos 15 dias ou mais, dependendo a intensidade do inverno. São Luís e Brasília utilizam as floradas dos ipês para anunciar a chegada da primavera: quando as folhas do ipê caem, as flores nascem anunciando a primavera no Hemisfério Sul. Meio sem data marcada, sabe?  Se quiser ver Brasília forrada de amarelo, visite-a entre os meses de julho e setembro. Em São Luís há serestas e festas da florada do Ipê nas praças da cidade (com ipês, é claro!).
ipe_amarelo

Dica: A flor de ipê é também a  flor do  Brasil. Ela foi considerada oficialmente a flor nacional em 1978, pela lei 6.507, especificamente, o gênero Tabebuia.

Para conhecer os famosos ipês roxos e os amarelos no seu habitat natural, basta seguir para o Jardim Botânico de Goiânia. Além dos ipês, outras plantas nativas do Cerrado, como Buriti, Jatobá, Jequitibá e o Jacarandá Mimoso “habitam” os 1 milhão de metros quadrados do jardim. Aproveite a pista de caminhada para conhecer maravilhas como as nascentes do córrego Botafogo, o lago e o borboletário.

Também dá para encontrar um oásis no burburinho das grandes cidades, em locais criados para preservar espécies de plantas de todos os tipos e que acabam sendo um ótimo refúgios para curtir a natureza dentro de centros  urbanos. É o caso do Jardim Botânico do Rio de Janeiro, criado em 1808 por D. João VI para abrigar plantas de especiarias vindas da Índia, como noz moscada, canela e pimenta do reino. Hoje são mais de seis mil espécies de plantas numa área de 54 hectares, em áreas ao ar livre e estufas. Máquina fotográfica à mão, tente ângulos para tornar as imponentes palmeiras imperiais e sumaúmas ainda mais altas. Ou para fotografar as coleções de orquídeas e bromélias, os lagos com vitórias-régias e outras plantas aquáticas, além das cascatas, chafarizes e trilhas pela mata.

jardim_botanico-rj-2

Outro oásis em plena selva urbana fica em Curitiba. A cidade tem tudo a ver com a primavera. É considerada a cidade mais verde do país, com parques e bosques incríveis, como o Bosque João Paulo II ou Memorial Polonês, que dá pra visitar pedalando. São 48 mil metros quadrados com uma reserva de Mata Atlântica e araucárias. O Jardim Botânico de Curitiba tem aquela majestosa estufa de vidro e ferro que foi inspirada no Crystal Palace de Londres e seus jardins geométricos baseados nos jardins franceses do século 19. Aproveite a primavera para deixar os sentidos comandar o espetáculo no Jardim das Sensações, localizado dentro do Jardim Botânico. Percorra de olhos vendados um túnel feito de vegetação e uma cerca de 200 metros de extensão e entre em contato com plantas de diferentes formas, texturas e aromas e deixe-se levar pelo olfato, o tato e a audição. Aguce a sua sensibilidade para ouvir o som da cascata, do vento, sentir o perfume das flores e da vegetação.

jardim_botanico-curitiba-2

Curta a primavera na maior área verde de Belo Horizonte, o Parque Municipal das Mangabeiras, apontado como um dos mais belos redutos ecológicos da cidade. Em meio a 2,3 milhões de m² de matas nativas, onde se pode fazer trilhas no meio de micos, esquilos e outros animais silvestres, também há quiosques sob as árvores para fazer piqueniques, um mirante para admirar a cidade em meio a Serra do Curral, ou até dá pra ver ou fazer manobras de skate em uma pista half-pipe de 90 metros quadrados e 4 metros de altura. Além da natureza pura, o parque tem projeto paisagístico de Burle Marx – outra razão para admirar ainda mais a paisagem que envolve lago, cachoeiras, quadras esportivas e a praça do Papa, onde são levados espetáculos musicais.

parque_mangabeiras

Imperdível na primavera é o Mangal das Garças, em Belém, no Pará. O local é considerado um pedaço de toda a riqueza amazônica em plena cidade. Localizado às margens do Rio Guamá, o Mangal tem 40.000 metros quadrados onde estão representadas as diferentes macrorregiões florísticas do Pará: as matas de terra firme, as matas de várzea e os campos, com sua fauna. O Mangal abrange lagos, aves, vegetação típica, equipamentos de lazer, vistas espetaculares da cidade e do rio, além de um restaurante (o fantástico Manjar das Garças). Na primavera, opte por visitar o orquidário, com cerca de 360 plantas e várias espécies de orquídeas da Amazônia e de outras regiões do Brasil. Também conheça o belíssimo viveiro de borboletas e de beija-flores, com controle natural da luz externa, além de um local onde são desenvolvidas mais de 5 mil borboletas adultas, devidamente identificadas e registradas.

primaveras

Aproveite a primavera para viajar e descobrir cenários incríveis e jeitos diferentes de guardar lembranças do Brasil, fotos com enquadramentos contendo ramos, buquês, pés de tudo e de plantas de sei lá o nome como paspatur a emoldurar lugares que você pensava ter conhecido tudo. Conte com as opções de hospedagens de parceiros RDC nas regiões mais coloridas do país. Entre em contato com a nossa Central de Reservas.

titulohoteisemdestaque

promoc%cc%a7a%cc%83ohsalv-go_inn

Go Inn Curitiba
Hotel da Rede Conveniada, localizado a 4 km do Centro, próximo ao Shopping Curitiba e tem fácil acesso para todas as principais áreas de comércio e indústria da cidade.

promoc%cc%a7a%cc%83ohsalv-windsor-rj

Windsor Martinique
Hotel da Rede Credenciada, localizado em área repleta de bares, restaurantes e atrações turísticas, a poucos metros da Praia de Copacabana.
promoc%cc%a7a%cc%83ohsalv_othonbh

Belo Horizonte Othon Palace

Hotel da Rede Credenciada, localizado no centro da cidade, em frente ao Parque Municipal (aos domingos, ocorre próximo ao hotel uma feira de artesanato tradicional).

promoc%cc%a7a%cc%83ohsalv_intercity-ibira

Intercity Ibirapuera
Hotel da Rede Conveniada, localizado no coração de Moema, a poucos minutos do aeroporto de Congonhas e do Shopping Ibirapuera, o hotel Intercity Premium Ibirapuera é a escolha perfeita para quem busca uma pausa confortável ao final de um longo dia de trabalho em São Paulo.

Confira mais opções de hospedagem em nosso site 😉

Elza messias

elza, veja esse lugar que magnifico, Bora? pelo RDC Viagem.

angela messias

25 de outubro de 2016 | Responder
    Redação RDC

    Bacana não é, Elza? Bora?

    25 de outubro de 2016 | Responder

Deixe um comentário