Carregando...
''

Patrimônio Mundial ou Patrimônio da Humanidade no Brasil

Considerada patrimônio estadual, em 1933, e monumento nacional, em 1938, a cidade de Ouro Preto foi o primeiro sítio a receber o título de Patrimônio Mundial ou Patrimônio da Humanidade no Brasil, em 1980. Fundada em 1698, a cidade foi a antiga capital de Minas Gerais e a principal cidade do ciclo do ouro no Brasil. Sua história é ligada à Inconfidência Mineira e é a terra natal de Aleijadinho (Antônio Francisco Lisboa).

Dois anos depois, em 1982, foi a vez do centro histórico de Olinda receber o título de Patrimônio Mundial. Fundada pelos portugueses no século XVI, a cidade tem sua história ligada à produção de açúcar. Reconstruída após ser saqueada por holandeses, seu tecido urbano central data do século XVIII. O equilíbrio harmonioso entre construções, jardins, 20 igrejas barrocas, conventos e numerosos pequenos passos (capelas) contribui para o charme particular de Olinda.

Olinda

O que faz com que o conceito de Patrimônio Mundial seja excepcional é sua aplicação universal. Os sítios do Patrimônio Mundial pertencem a todos os povos do mundo, independentemente do território em que estejam localizados. Os países reconhecem que os sítios localizados em seu território nacional e inscritos na Lista do Patrimônio Mundial, sem prejuízo da soberania ou da propriedade nacionais, constituem um patrimônio universal “com cuja proteção a comunidade internacional inteira tem o dever de cooperar”.

No site da Unesco encontramos mais informações sobre a presença da instituição no Brasil. Confira a lista completa dos sítios do Patrimônio Mundial no Brasil:

1980 – A Cidade Histórica de Ouro Preto, Minas Gerais
1982 – O Centro Histórico de Olinda, Pernambuco
1983 – As Missões Jesuíticas Guarani, Ruínas de São Miguel das Missões, Rio Grande de Sul e Argentina
1985 – O Centro Histórico de Salvador, Bahia
1985 – O Santuário do Senhor Bom Jesus de Matosinhos, em Congonhas do Campo, Minas Gerais
1986 – Parque Nacional de Iguaçu, em Foz do Iguaçu, Paraná e Argentina
1987 – O Plano Piloto de Brasília, Distrito Federal
1991 – O Parque Nacional Serra da Capivara, em São Raimundo Nonato, Piauí
1997 – O Centro Histórico de São Luiz do Maranhão
1999 – Centro Histórico da Cidade de Diamantina, Minas Gerais
1999 – Mata Atlântica – Reservas do Sudeste, São Paulo e Paraná
1999 – Costa do Descobrimento – Reservas da Mata Atlântica, Bahia e Espírito Santo
2000 – Complexo de Áreas Protegidas da Amazônia Central
2000 – Complexo de Áreas Protegidas do Pantanal, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul
2001 – Centro Histórico da Cidade de Goiás
2001 – Áreas protegidas do Cerrado: Chapada dos Veadeiros e Parque Nacional das Emas, Goiás
2001 – Ilhas Atlânticas Brasileiras: Reservas de Fernando de Noronha e Atol das Rocas
2010 – Praça de São Francisco, na cidade de São Cristóvão, Sergipe
2012 – Rio de Janeiro, paisagens cariocas entre a montanha e o mar

Brasilia,São-Luiz,Diamantina,-Mata-Atlantica--Paraná

Ruinas-S.Miguel,Salvador,Congonhas,Parque-Iguaçu

O último logradouro brasileiro a integrar a lista foi, em 2012, o Rio de Janeiro. O sítio consiste em um excepcional cenário urbano que compreende também os elementos naturais fundamentais que moldaram e inspiraram o desenvolvimento da cidade: desde os pontos mais altos das montanhas do Parque Nacional da Tijuca até o mar. Nessa paisagem estão incluídos o Jardim Botânico, fundado em 1808; as Montanhas do Corcovado, com a famosa estátua do Cristo Redentor; além dos morros ao redor da Baía de Guanabara, que incluem as amplas paisagens desenhadas ao longo da Praia de Copacabana  – que contribuíram para a cultura de vida ao ar livre dessa espetacular cidade. A cidade do Rio de Janeiro também é reconhecida pela inspiração artística que oferece a musicistas, paisagistas  e urbanistas.

Jd-Botânico,Cristo-Redentor,B.Ganabara-e-Praia-Copacabana

Confira detalhes de cada integrante da lista no site da Unesco.

Conhecer mais sobre o destino que você pretende visitar enriquece a experiência. Pesquise sobre a história do lugar, tradições, gastronomia, pontos turísticos e aproveite ainda mais a sua viagem.

Fonte: www.unesco.org

Deixe um comentário