Blog RDC Férias
Carregando...
''
grande01-destaqueportoalegre

Porto Alegre como gaúcho gosta!

Porto Alegre, capital do Rio Grande do Sul, é um dos locais onde as tradições gaúchas são mais preservadas. Desvendar como a colonização açoriana e depois os imigrantes italianos, alemães, africanos, poloneses e libaneses somaram para transformar esse multiculturalismo no jeito gaúcho de falar e de viver, pode ser um interessante objetivo de viagem.

02-post-portoalegre

Há várias formas de conhecer a capital brasileira mais meridional do país, mas quem deseja vivenciá-la de um jeito muito especial, ou melhor, de um jeito bem gaúcho, nada como integrar aos passeios, locais que preservam e valorizam a cultura, as tradições, usos e costumes do povo gaúcho. Todos os anos em setembro, por exemplo, acontecem na cidade os festejos farroupilhas com atrações como o Acampamento Farroupilha, instalado nos 65 hectares do Parque Maurício Sirotsky Sobrinho, mais conhecido como Parque Harmonia.  

03-post-portoalegre

Dica: O mês de setembro é significativo para os gaúchos porque marca a histórica Revolução Farroupilha, ocorrida no Rio Grande do Sul, contra o regime imperial. A Revolução tinha caráter republicano e deu origem à República Rio-Grandense, que teve início em 20 de setembro de 1835 até 1º. de março de 1845.

A festa Acampamento Farroupilha conta com a participação de 40 entidades tradicionalistas parceiras do projeto “Turismo de Galpão”. Num ambiente rústico, 60 estandes gauchescos oferecem desde móveis e artesanato até praças de alimentação voltadas para a tradicional culinária campeira, além de oficinas onde os visitantes aprendem o preparo de pratos da culinária regional e do chimarrão, a forja e a afiação de facas, danças folclóricas, atividades campeiras, jogos, detalhes da indumentária típica de peões e de prendas (mulher gaúcha, que faz par com o peão nas danças).

Dica: Aproveite para provar o entrevero (sanduíche com carne de churrasco), o pastel de carrera (com recheio de linguiça e sobras de churrasco de vários tipos de carnes) e o café cambona (feito na caneca ou na chaleira). O café da manhã campeiro servido na padaria do parque é rico: inclui linguiça, pernil, filé de frango, omelete, suco de uva, bolos e tortas.

Faz parte da festa o 1º. Festival Comida de Galpão que acontece no Espaço Harmonia, localizado próximo à entrada principal do Parque Harmonia e conta com a participação dos mais importantes chefs e cozinheiros do Rio Grande do Sul. A proposta é valorizar a culinária local, oferecendo ao público experiências gastronômicas da tradicional cozinha gaúcha, utilizando diferentes tipos de fogos e de preparo, sem deixar de lado a simplicidade e a autenticidade da comida campeira, de galpão.
04-post-portoalegre
Em qualquer época do ano, o passeio ao Parque Harmonia é imperdível. Inaugurado em 1981, reúne diversos aspectos da tradição gaúcha, além de churrasqueiras ao ar livre, áreas de recreação infantil, futebol na areia, quadras de vôlei e o Galpão Crioulo, restaurante localizado no coração do parque que mantém várias características arquitetônicas do tradicional galpão, decorado com móveis rústicos e telhado em capim Santa Fé.

05-post-portoalegre

Do Parque Harmonia, assim como das imediações da Usina do Gasômetro, do portão central do Cais do Porto e da Praia de Ipanema, saem passeios de barco pelo Lago Guaíba, de 496 quilômetros quadrados de  superfície e 72 quilômetros de orla fluvial, em parte urbanizada e aproveitada para atividades de lazer e recreação, como o calçadão com ciclovia. Um dos passeios pelo lago é feito em barco de três andares que segue em direção ao rio Jacuí, passa pela Ilha da Pintada e retorna passando por canais do Delta do Jacuí. Uma forma de observar a cidade sob um ponto de vista nada convencional.

Dica: O Parque Estadual do Delta do Jacuí, localizado na região metropolitana, é formado por aproximadamente 30 ilhas. Possui mais de 100 espécies de aves aquáticas, 320 espécies vegetais, 30 espécies de peixes além de centenas de animais como lontras, jacarés-de-papo-amarelo, capivaras, etc.

06-post-portoalegre

Não perca o pôr do sol às margens do Guaíba visto a partir do cartão postal da cidade, a Usina do Gasômetro, construída no início do século 20. Antiga usina de energia da cidade, hoje é um importante complexo arquitetônico transformado em centro cultural, palco de diversas manifestações artísticas como teatro, dança pinturas, exposições, etc. A chaminé de 117 metros de altura é a sua marca registrada.

Dica: A usina abriga quatro galerias de arte, dentre elas a Galeria Iberê Camargo, e uma sala de cinema.

08-post-portoalegre

Outra opção para conferir todas as cores do pôr do sol porto alegrense é o Calçadão de Ipanema, à beira do Lago Guaíra. Aproveite para conhecer o Calçadão caminhando, pedalando, praticando esportes náuticos e até brindando nos bares que o circundam. São mil metros de praia de água doce com infraestrutura que inclui ciclovia, churrasqueiras, bancos e aparelhos de ginástica ao ar livre. Lá, também acontecem competições de esportes náuticos, tais como windsurf, jet-ski e vela de oceano.

09-post-portoalegre

 

Para não perder o espetáculo do por do sol na capital mais meridional do país, fique atento: na primavera, o pôr-do-sol se dá por volta das 18h45; no verão, às 20h15 (horário brasileiro de verão); no outono, às 17h40, e no inverno, às 17h30.

Outra forma de ver a cidade de um ângulo diferente é embarcando nos ônibus de dois andares, no melhor estilo sightseeing, da Linha Turismo de Porto Alegre. A Linha Turística oferece dois roteiros: o do Centro Histórico, que passa pela Praça da Matriz, parques e arredores do Rio Guaíba, com cinco paradas para embarque e desembarque; e a linha Zona Sul, sem paradas. Um passeio panorâmico com foco nas paisagens naturais da cidade e que leva a locais como o Morro da Pedra Redonda, onde fica o Santuário Mãe de Deus (com vista panorâmica), passando pela Orla do Guaíba, incluindo a Praia de Ipanema, Parque Harmonia, Estádio Beira-Rio, dentre outros pontos.

10-post-portoalegre

                         Dica: Confira os roteiros da Linha Turismo

Gaúcho adora parques. Confira o Parque da Redenção (Parque Farroupilha), doado ao município em 1807, uma magnífica área tombada pelo patrimônio histórico, cultural, natural e paisagístico de Porto Alegre. Tem cerca de 10.000 árvores de espécies como pitangueira, paineira, jacarandá, ipê-roxo; locais maravilhosos como o Orquidário, o Recanto Alpino, o Recanto Europeu; uma Fonte Luminosa e várias opções de lazer, como parque de diversões, pedalinhos, passeios de trenzinho, além do Mercado do Bom Fim (onde há lojas de conveniências e lanchonetes).

Dica: Aproveite para conhecer um dos hábitos locais: tomar conta das alamedas do parque e dos gramados para conversar e tomar chimarrão.

11-post-portoalegre

Entre no clima gaúcho como um residente no Mercado Público de Porto Alegre. Lá, entre cheiros e sabores de comidas locais , você encontra de tudo: peixes, carnes, frutas e legumes frescos, cuias para chimarrão, charque, mel, especiarias, erva-mate, vinhos, cachaças, chocolate, cucas e até lembrancinhas para recordar a viagem. Construído no período imperial brasileiro, entre 1864 e 1869, para centralizar, organizar e facilitar o comércio na cidade, através de relacionamentos com as colônias alemãs e italianas da região, foi tombado em 1979 pelo Patrimônio Histórico e Cultural de Porto Alegre.

12-post-portoalegre

Considere as diferentes formas de vivenciar a cultura gaúcha e planeje seu roteiro de viagem para Porto Alegre. Conte com as opções de hospedagem de parceiros RDC na cidade. Entre em contato com a nossa Central de Reservas.

 

Deixe um comentário