Carregando...
''
01-DestaquePortugalEspanha

Portugal e Espanha. Pelos caminhos de cultura e história!

#Meu Roteiro – Por Rosemara Mendonça, associada desde 2000.

Em maio deste ano, eu e meu marido embarcamos rumo à Europa, para um tour pelas cidades de Portugal e Espanha. Planejamos nosso roteiro fixando como pontos de chegada e partida as respectivas cidades de Porto e Lisboa, nas quais utilizamos nossas sete diárias do Plano de Férias (quatro em Porto e três em Lisboa) para hospedagem nos hotéis da Rede Vila Galé, por meio da promoção da agência RDC Viagens. Foram 16 dias tão maravilhosos, regados a tanta história e belas paisagens, que não vejo outra opção senão eternizar esses momentos compartilhando um pouco da nossa experiência de viagem com vocês.

02-Post-PortugalEspanha

VILA NOVA DE GAIA

Para iniciar nosso passeio pela Europa, alugamos um veículo por meio da RDC Viagens, que nos proporcionou autonomia durante toda a viagem. Em nosso primeiro passeio, saindo de Porto rumo a Vila Nova de Gaia, percorremos 9,3 km de um percurso que incluiu a passagem pela belíssima Ponte Dom Luís I, cartão-postal que liga as duas cidades, construída sobre o Rio Douro, entre os anos de 1881 e 1888. Como chegamos em Vila Nova de Gaia perto da hora do almoço, visitamos o restaurante “O Bacalhoeiro” e aproveitamos para experimentar uma autêntica receita de bacalhau, servido com farinha de broa e batatas ao murro. Uma delícia! O local vale a visita.

SANTIAGO DE COMPOSTELA

Após quatro dias muito bem aproveitados em Porto, seguimos para a Espanha e nos hospedamos nos luxuosos hotéis da Rede NH, tudo providenciado pela RDC Viagens. Nosso primeiro ponto de parada na Espanha, após 236 km e pouco mais de 2h de viagem, foi Santiago de Compostela. Um lugar interessantíssimo por se tratar da confluência entre caminhos feitos a partir de países como França e Portugal. No caminho, observamos muitos mochileiros e peregrinos fazendo o trajeto a pé, de bicicleta ou até mesmo de carro. Foram três dias incríveis apreciando o conjunto histórico religioso da cidade. Destaque para a Catedral de Santiago de Compostela, construída entre 1075 e 1128 e onde se encontra o túmulo do apóstolo Santiago Maior, santo protetor da Espanha.

03-Post-PortugalEspanha

LEON – 333 km – 3h22

De Santiago de Compostela partimos para Leon, uma cidadezinha histórica, localizada no Norte da Espanha, que serviu de acampamento para as legiões romanas desde o século I a.C. Logo na chegada já somos impactados com a vista da Catedral de Leon, dedicada a Santa Maria e considerada uma das obras mais delicadas da arte gótica europeia. Essa igreja, projetada pelos mesmos arquitetos da Catedral de Notre Dame, na França, é fantástica, pois foi a partir dela que as igrejas, até então escuras, passaram de ter janelas e serem mais iluminadas. Durante os dois dias que passamos na cidade, ainda admiramos a Casa Botines, desenhada pelo arquiteto Antoni Gaudí e que é reverenciada por ser uma das três obras do arquiteto fora da Catalunha.

01-Post-PortugalEspanha

BURGOS

Saindo de Leon percorremos 178 km para aproveitar por mais dois dias a surpreendente Burgos. E digo surpreendente porque de todas as igrejas que já visitamos na Europa, a Catedral de Burgos é a mais fantástica, o que a faz ser ponto de encontro de muitos mochileiros que percorrem o caminho de Santiago de Compostela. A Catedral de Burgos é rica tanto em decoração, quanto em tamanho e quantidade de altares. O prédio possui nave principal e várias capelas ao lado, cada uma construída por uma família nobre da época, que faziam questão de colocar dentro dessas capelas todas as riquezas, a fim de demonstrarem seu poderio. É sob o zimbório (cúpula em forma de torre) da Catedral, que estão os túmulos de Rodrigo Diaz de Vivar, o El Cid, e de sua esposa Jimena. El Cid foi um importante guerreiro, nomeado Alferes do reino de Castela que venceu inúmeras batalhas em nome de Sancho, filho do rei Fernando I de Leão. Também apreciamos o emblemático Arco de Santa Maria, um dos mais antigos portais da cidade, que liga a Ponte de Santa Maria, sobre o rio Arlanzón, à Praça Del Rey San Fernando, onde se encontra a Catedral.

05-Post-PortugalEspanha

ÁVILA

Passados nossos dois dias em Burgos, seguimos para outra encantadora cidadezinha medieval da Espanha: Ávila. E lá, o que merece destaque é o fato de a cidade ser toda murada, algo comum para as cidades da época que queriam se proteger das invasões. Toda a muralha e o portal da cidade foram construídos há mil e quinhentos anos e se mantêm conservados. E o mais impressionante é que resistiram à Segunda Guerra, já que não foram bombardeados. São aproximadamente 2 km de muralhas, com altura de 12 metros e 88 torres que dão um charme único à cidade. O interessante dessa muralha extensa é que o visitante pode percorrê-la de maneira guiada graças ao sistema de áudio disponível, que informa sobre os determinados pontos espalhados pela construção.

SEGÓVIA

De Ávila, fizemos um “bate e volta” de 50 minutos até Segóvia, num trajeto de 66 km, a fim de conhecer o imponente Aqueduto, construído também pelos romanos e que impressiona pela estrutura e estimula a nossa imaginação para entender a perícia e a técnica utilizadas por essa civilização tão antiga, que transpôs o tempo e os recursos da época, resultando numa obra-prima da arquitetura. A construção foi tão bem feita, que suportou diversos terremotos, inclusive um que destruiu Lisboa e afetou Burgos, que relativamente tem a mesma distância que Segóvia, em relação à capital portuguesa.

04-Post-PortugalEspanha

LISBOA

Em nossa última parada, antes de retornar ao Brasil, realizamos um city tour muito rico pela cidade de Lisboa. Fomos ao Castelo de São Jorge, localizado na freguesia de Santa Maria Maior, em Concelho, que serviu de ponto estratégico para as cruzadas medievais; também passamos no Mosteiro dos Jerônimos, fundado em 1946 sob o nome de Santa Maria de Belém e que, posteriormente, doado à ordem dos monges de São Jerônimo, passou a ser conhecido vulgarmente como Mosteiro dos Jerônimos. O mosteiro foi declarado Monumento Nacional em 1907 e, em 1983, a Unesco classificou-o como “Patrimônio Cultural de toda a Humanidade”. Mas, claro, não poderíamos deixar Portugal sem antes experimentar outra tradicional iguaria local e famosa no mundo inteiro: o pastel de Belém. Então fomos a uma original fábrica desse quitute, a “Pastéis de Belém”, fundada em 1837, dotada de um imenso espaço interno capaz de abrigar muitas pessoas que fazem filas gigantescas para apreciar o menu do local. Enfim, após visitarmos tantos lugares magníficos e cheios de cultura nessa parte da Europa, retornamos ao Brasil repletos de histórias pra contar e ainda mais ansiosos para repetir o nosso roteiro em outros lugares do mundo, também fantásticos.

07-Post-PortugalEspanha

 DICA RDC: Para destinos internacionais o associado RDC Férias conta com a agência RDC Viagens! Por meio da agência de viagens o associado tem atendimento personalizado para aquisição de serviços turísticos, como aluguel de carro, passagens aéreas, hotéis no exterior e pacotes promocionais. Na RDC Viagens também é possível trocar as diárias do Plano de Férias para aquisição dos serviços turísticos, tudo para facilitar suas férias. A RDC Viagens abre as portas do mundo para o associado RDC Férias.

Compartilhe você também o seu roteiro de viagens pelo e-mail marketing@rdc-ferias.com.br e torça para ver a sua história nas páginas da revista RDC Férias&Lazer. Se o seu roteiro for escolhido para ser publicado em nossa revista, você recebe duas diárias de hospedagem para até duas pessoas, para utilizar em um dos hotéis da rede Preferencial ou Conveniada da RDC. Os depoimentos que não forem publicados na revista ainda podem inspirar outros apaixonados por viagens em nossas redes sociais.

Como foi a sua última viagem? Mande a sua história! Compartilhe momentos! Inspire novas viagens!

* Texto publicado na revista RDC Férias&Lazer. Ed.48

Deixe um comentário