Carregando...
''
imgsGrandes

Respire liberdade em Tiradentes

Na histórica cidade de Minas Gerais há um desfile de casarões antigos, ruelas de pedras, festival de arte, música, teatro, cinema. Mas é da Serra de São José que vem uma riqueza infinita: uma vista que vale ouro.

Quando filões de ouro foram encontrados nas encostas da Serra de São José, centenas de quilos do metal foram extraídos, o suficiente para Tiradentes, então Arraial de Santo Antônio, brotar e se desenvolver.

Igreja-na-serra

Então próspera, a cidade quis homenagear a Serra. Não batizou a rica igreja barroca brasileira com o seu nome, porque já era de outro santo, Igreja Matriz de Santo Antônio. A Serra ganhou homenagem maior: a igreja foi construída com a frente voltada para a Serra de São José, como um agradecimento da cidade à ela. E como é da Natureza, a Serra retribuiu.

E é exatamente sob esses dois ângulos, da Serra e da Igreja Matriz, que você pode descobrir dois cenários diferentes do mesmo lugar.

Localizada no ponto mais alto da cidade, a Igreja Matriz de Santo Antônio tem a fachada desenhada pelo mestre Aleijadinho. Desta posição, a vista é de cartão postal. O ouro que saiu da Serra foi para a Europa, mas 482 quilos ficaram em  Tiradentes e podem ser vistos na forma de arte barroca mineira, decorando a capela- mor e os seus seis altares.

A Serra de São José, ladeada pela Estrada Real, abre caminho pela Calçada dos Escravos, do século 18. A Serra abriga cachoeiras, trilhas, mirantes e, a 1.260 metros de altitude, uma visão panorâmica de Tiradentes, com a igreja logo à sua frente. Abra os braços e sinta a verdadeira liberdade de Tiradentes.  Só o ouro era finito.

Calçadas-dos-escravos

 

Experimente. Descubra novos ângulos. Aproveite as opções de hospedagem RDC Férias em Tiradentes e outras cidades históricas de Minas Gerais. Entre em contato com a nossa Central de Reservas.

Boa viagem!

Deixe um comentário