Carregando...
''

Rio de Janeiro, da Barra à Lapa

Ícones de contemporaneidade, bairros cariocas se tornam pólos da indústria do lazer e atraem cada vez mais turistas.

O Rio de Janeiro dispensa apresentações quando o assunto é turismo e lazer. Conhecida internacionalmente como Cidade Maravilhosa, é ícone de festas populares, simpatia, belezas naturais e muito sol. Não por acaso, é o principal destino de turistas estrangeiros que visitam o Brasil, chegando a mais de um terço do volume anual.

O Rio tem total vocação para o turismo. Com a realização de milhares de eventos internacionais, a cidade está potencializando a qualidade de seus serviços e capacitando cada vez mais sua mão de obra. Nossa cidade nunca sai de moda mas, neste momento, está na vitrine do mundo. É cada vez maior a procura da capital fluminense para atividades ligadas ao turismo de negócios, por exemplo. Isso em virtude de novos equipamentos para realização de convenções e congressos, além de visíveis avanços na infraestrutura urbana. Outra excelente realidade é que seguimos em primeiríssimo lugar no ranking entre os destinos de lazer no Brasil. E, em se tratando de lazer, o Rio é mesmo campeão.

RJ

Além das famosas praias de Copacabana, Ipanema e Leblon, são conhecidos dos turistas os roteiros de cidades como Búzios, Angra, Paraty e Petrópolis. Mas dois bairros se destacam entre os points do Rio de Janeiro atualmente. A Barra da Tijuca e a Lapa concentram hoje grande parte da vida noturna da cidade, transformando-se em regiões de enorme circulação de turistas.

Turistas-caminhando

O bairro é conhecido também por seus imponentes shopping centers, transformando-se, assim, em pólo comercial, gastronômico e de entretenimento. De tão cosmopolita e moderno, conta com uma réplica da Estátua da Liberdade na frente de um de seus centros comerciais.

Com uma orla de 10 km de extensão, a praia da Barra é uma das mais concorridas da cidade por suas águas sempre claras. As ondas fortes estão presentes em diversos pontos da praia, atraindo surfistas do mundo todo e sendo palco, inclusive, de grandes eventos internacionais para a prática esportiva.

Surfista-

Por falar em esportes, a Barra da Tijuca será a sede de grande parte dos Jogos Olímpicos de 2016. A Vila Olímpica está sendo construída no local e a maioria das competições se concentrará na região. A escolha da Barra deve-se ao seu franco desenvolvimento e por manter espaço suficiente para abrigar a realização dos jogos. Assim como na região portuária, no Centro do Rio, pode-se dizer que estão na Barra as principais ações de modernização e potencialização da infraestrutura do Rio.

Cidade-Olímpica.1jpg

O tradicional bairro da Lapa, no centro da cidade, é conhecido por um dos mais representativos pontos turístico do Rio: os Arcos da Lapa. O local é o ponto de partida do Bondinho de Santa Teresa, cenário muito procurado pelos visitantes. O sistema passa por obras de modernização, mas vai preservar as características centenárias, que dão o tom da arquitetura do bairro e encanta os que passam por lá.

A diversidade é a grande atração da Lapa, preservada e mantida por ações de parceria entre o Governo do Estado, a Prefeitura e a iniciativa privada. Com variedade na programação, nos estilos e no público frequentador, a Lapa é palco para o lirismo das letras do samba, para os acordes do som do Nordeste e a para modernidade da música eletrônica. Todas as “tribos” convivem em perfeita harmonia ao longo dos bares espalhados pelas ruas Mem de Sá, Riachuelo, Lavradio, entre outras.

Arcos-da-Lapa

Desde o início da década de 50, a Lapa já era um dos principais pontos de referência da vida noturna da cidade. Reduto da boemia carioca, o bairro abriga edificações de enorme valor cultural para o Rio, como a Escola Nacional de Música, a sala de concertos Cecília Meireles, o Passeio Público e a Igreja de N. Sra. da Lapa, todos verdadeiros ícones do Rio Antigo.

Do outro lado da cidade está a Barra da Tijuca. Cercada pelo Oceano Atlântico e por lagoas que preservam dezenas de espécies da fauna brasileira, a Barra reúne características bucólicas, conectadas às modernas construções residenciais e comerciais. Está na região uma das principais áreas de proteção ambiental do Rio, a Reserva, onde pode-se encontrar, com facilidade, espécies como jacarés, lagartos e aves de diferentes linhagens.

Barra-da-Tijuca

Além dos equipamentos esportivos, o bairro é campeão na construção de novos hotéis e passa por completa revitalização em termos de mobilidade urbana. Recentemente chegou à região o conceito de BRT, corredores expressos para ônibus, que tem gerado muito benefícios para o fluxo de pessoas entre a Zona Oeste e o Centro.

No ano que vem o metrô chegará ao bairro. Esperado há mais de vinte anos, o Governo do Estado entregará o sistema de transporte por trilhos para a região antes do início dos Jogos Olímpicos.

A Barra da Tijuca também tem vocação para a música. Lá está a sede da Cidade do Rock, espaço a céu aberto que recebe as edições do Rock In Rio, ícone de entretenimento ao redor do mundo. Quando as guitarras não ecoam pelo parque, o local continua sendo uma boa opção para o visitante desfrutar uma programação de outros eventos culturais. Também estão na Barra as casas noturnas mais concorridas entre a juventude carioca, com enorme variedade de segmentos musicais.

Cidade-do-Rock

Outra opção cultural do bairro é a Cidade das Artes, instalada num moderno prédio desenhado pelo arquiteto francês Christian de Portzamparc, onde se concentram excelentes salas de teatro e de música de concerto.

A Lapa e a Barra são bairros que traduzem a cidade e o Estado do Rio de Janeiro atuais. Antenados em novas tendências e conceitos, receptivos aos negócios e ao lazer, e prontos para atender a demanda turística.
Conheça a Lapa, conheça a Barra, conheça o Rio de Janeiro.

*Texto publicado na Revista RDC Férias&Lazer, edição 50 

Confira mais da história e pontos turísticos do Rio de Janeiro em “O Rio nasceu como rio e hoje completa 451-anos

Deixe um comentário