Carregando...
''
GRANDE01-DestaqueSeguroViagem

Seguro Viagem: tão importante quanto a escolha do destino.

Quando publicamos na edição 54 da revista Férias & Lazer a matéria sobre as diferenças entre Seguro e Assistência Viagem (pág.58) prometemos dar mais detalhes aqui no blog. Não só porque o assunto envolve saúde e segurança, também porque há questões que variam de acordo com o destino escolhido, a idade dos viajantes, as atividades que pretendem fazer, o perfil das pessoas envolvidas e, especialmente, o tipo de assistência que desejam ter, como desejam recebê-las e pagá-las. Portanto, seguro viagem é item que deve constar do planejamento de viagem, tão importante quanto a escolha do destino, das atrações, do roteiro e da hospedagem.

Geralmente, quando viajamos em território nacional não buscamos fazer seguro viagem, mas é possível contratar o seguro desde que a distância mínima seja de 100 quilômetros entre a localidade onde o viajante mora e o destino final.

04-Post-SeguroViagem

Como há muitos detalhes a considerar, resolvemos facilitar e pontuar abaixo um resumo das principais regras:

A diferença básica entre seguro viagem e assistência viagem é a forma como acontecerá o reembolso ou indenização da despesa, embora, na prática, o mercado acabe chamando tudo de seguro viagem, misturando os benefícios de um e de outro. Portanto, é importante ler bem o contrato para saber quais serviços estão inclusos e como serão prestados.

01-Post-SeguroViagem

  1. No seguro viagem internacional, por exemplo, quando o segurado precisa receber procedimentos médicos, escolhe a clínica e quando retorna ao país de origem é ressarcido do valor, mediante comprovantes;
  2. Na assistência viagem, o segurado usa uma rede credenciada da seguradora, sem precisar desembolsar nenhum valor;

Se o seu cartão de crédito tem bandeira internacional e oferece seguro quando da compra de passagens aéreas, confira:

  1. se a coberturas inclui todas as assistências e não só a em relação à saúde;
  2. se o valor atrelado à cobertura é suficiente no país destino;
  3. se o seu cartão dá direito à cobertura médica, pois dependendo da sua renda, eles oferecem apenas seguro para morte acidental, mas não cobrem despesas médicas;
  4. se o seguro cobre apenas o dono do cartão e não as demais pessoas que estarão viajando com você;

Há vários tipos de coberturas, de acordo com o viajante e o motivo da viagem: estudantes, intercâmbio, gestantes, prática de esportes radicais, idosos (há limite de idade), e também há  planos individuais e familiares.

02-Post-SeguroViagem

O valor do seguro depende da cobertura, do destino e da duração da viagem, e somente será pago quando ocorrer algum dos imprevistos relacionados na apólice, dentro do período de vigência.

Dica: Atenção na forma como a indenização será paga, além de limitada ao valor de cobertura estipulado, pode ocorrer por reembolso de despesas, no caso de seguro viagem, ou quando da prestação do serviço, no caso de assistência viagem. Por isso, preste atenção ao que está escrito no contrato.

Em viagens internacionais, busque saber em quais destinos ela é obrigatória e em quais é opcional, embora alguns exijam apresentar comprovante que o viajante tem fundos suficientes para gastos diários durante sua viagem e precisam apresentar um seguro viagem que cubra possíveis gastos.

03-Post-SeguroViagem

Dica: Nos Estados Unidos o seguro viagem não é obrigatório, mas como não tem sistema de saúde público gratuito e os custos são altos, recomenda-se fazer, até porque muitas vezes é exigido ao entrar no país, como garantia de que tem recursos para se manter, inclusive diante de imprevistos, enquanto estiver no país;

  • Países em que o seguro é obrigatório:
    1. Europa (países do Tratado de Schengen): cobertura mínima 30mil euros para assistência médica.
    2. Cuba: cobertura mínima de 10mil dólares para assistência médica.
    3. Venezuela: cobertura mínima de 40mil dólares para assistência médica.
    4. Austrália: exige seguro viagem para turistas, mas não estipula valor mínimo de cobertura.
      1. Para os estudantes que vão passar mais de três meses no país, o seguro exigido é o seguro saúde Overseas Students Health Cover (OSHC), que dá acesso ao sistema público de saúde na Austrália.

A melhor forma de definir o valor da cobertura interessante para você é saber quanto custa os procedimentos médicos, por exemplo, no destino da sua viagem, como a diária de hospital, o valor médio de uma intervenção cirúrgica, de uma emergência odontológica, e depois comparar a cobertura dos diferentes seguros e optar pelo custo-benefício, pois nem sempre o valor do seguro difere muito em relação a cobertura.

05-Post-SeguroViagem

A maioria dos seguros não cobre doenças preexistentes, portanto é importante avaliar os critérios do seguro para essa questão e se exige preenchimento de declaração de saúde.

Dica: Alguns seguros incluem cobertura adicional específica, embora cubram apenas o primeiro atendimento de urgência ou de emergência, relacionados à doença e não incluem tratamento.

Fez o seguro? Então não esqueça:

Leve com você na viagem a apólice impressa, contendo todas as informações que você precisa saber na hora do aperto;

Deixe a apólice à mão ao desembarcar.go. É importante para apresentar na imigração e provar que está seguro, caso ocorram  imprevistos em relação à saúde, à bagagem, às passagens aéreas, etc;

Tenha sempre à mão o telefone da central de atendimento da seguradora e acione o seguro, com informações claras do que necessita, no caso de uma emergência;

No caso de seguro viagem com reembolso, guarde bem todos os comprovantes das despesas pagas por você, como relatório médicos, etc.; para, na volta, entregar à seguradora e pedir ressarcimento;

Dica: Faça uma cópia de todos esses documentos antes de entrega-lo à seguradora.

Consulte a RDC Viagens, a agência preferencial do associado, para tirar dúvidas e fazer o seguro de viagem sob medida para as suas necessidades.

SALETE DE JESUS OLIVEIRA DOS SANTOS

As orientações são importantes para as pessoas que pretendem viajar dentro do brasil e para outros países.

25 de maio de 2017 | Responder
    Redação RDC

    Que bacana que o post ajudou você, Salete! :)

    26 de maio de 2017 | Responder

Deixe um comentário