Carregando...

Filmes que valem por uma viagem: roteiros de cinema para inspirar

Nas escadarias do Museu de Arte de Filadélfia, nos Estados Unidos, é comum se deparar com alguém as subindo correndo, como Rocky Balboa. O ícone personagem transmitiu uma fama a esse lugar que carinhosamente ficou conhecida como os degraus de Rocky. São 72 degraus que combinam perfeitamente com a música “ Gonna Fly Now” e com o símbolo de superação de obstáculos, tal como o personagem – que aliás, está imortalizado também em bronze em forma de estátua próximo a essa escadaria.

É um local popular, repleto de turistas que buscam reproduzir a ícone cena cinematográfica. Ali, você pode ser Rocky ou até mesmo Sylvester Stallone e observar a cidade de Filadélfia lá do alto. Já pensou em fazer essa viagem?

Os filmes e séries são grandes fontes de inspiração para as nossas viagens. Aqui, trazemos alguns pequenos roteiros para você ir planejando a sua próxima viagem. Sente-se em seu sofá, pegue a sua pipoca e comece a sua viagem pelo mundo cinematográfico.

 

Paris – França

AAAh, Paris. Sempre será luz, sempre será uma festa, sempre estará na telona… ou nos livros…ou em nossos sonhos. É um lugar que carrega em si muitas histórias, revoluções e inspirações. Por debaixo de suas pontes, já rolaram muitas águas do Senna, já se leram muitos poemas apaixonados, já tomaram muitos cafés em suas cafeterias famosas. E suas ruas então, já presenciaram muitas cenas de filmes que nos fizeram querer estar ali, como as ruas do bairro boêmio de Montmatre com “O Fabuloso Destino de Amelie Poulain”.

Para começar a trilhar o roteiro do filme, vá até a estação de metrô Abbesses, na linha 12. Dá até para reproduzir algumas cenas como a do filme.

Seguindo em frente, outro ponto é a Place Saint-Pierre, próximo ao Sacré Coeur, a Basílica do Sagrado Coração. Neste ponto há uma cena em que o personagem Nino sobe os 222 degraus para procurar Amelie. Lá do alto da Basílica, há uma vista fantástica!

Dizem que a arte imita a vida, e assim conhecer o Cinéma Studio 28 onde Amelie ia assistir os seus filmes favoritos, e depois ir fazer um lanchinho no Café Des Deux Moulins, local de trabalho de nossa protagonista, que serve um delicioso crème bûrlée, para você ter a experiência completa de viver um dia por aquelas ruas.

 

Barcelona – Espanha

 

Antes de chegar em Barcelona é bom saber que se fala Catalão, Espanhol e diversas outras línguas dos diversos turistas que buscam a cidade para sentir o que ela tem a oferecer, como as duas turistas do filme “Vicky, Cristina e Barcelona”. Um filme dirigido por Wood Allen que traz uma boa dose de sensualidade na qual se confunde aos traços de Gaudí.

Um dos pontos filmados no longa, é o Hotel Casa Fuster, uma construção emblemática da cidade, construída em 1908. Encrustado no coração de Barcelona, o hotel é um símbolo modernista e de atendimento também, dizem ser espetacular.

Há vários pontos turísticos presentes no filme, como a Sagrada Família e o Par Güell, um grande parque urbano recheado de elementos arquitetônicos.

 

Alasca – Estados Unidos

Falar de viagem e cinema é impossível sem citar “Na natureza selvagem” por despertar no expectador um impulso de romper com o padrão e fugir para o que realmente importa. Seja uma viagem para uma natureza mais intocável, no bom sentido de rústico que podemos dar. No filme, fica claro que é a felicidade só é real, quando compartilhada, como o sentido dessa viagem.

Muitos viajantes foram em busca do Magic Bus e reviver as cenas ícones do filme, contudo não é um caminho muito fácil, e, principalmente, não recomendado pelas autoridades. Inclusive, o velho ônibus foi retirado por uma ajuda de um helicóptero para outro lugar que ainda não foi divulgado.

 

São Paulo – Brasil

São Paulo é uma metrópole que possui inúmeros tipos de cenários dentro de si. Uma mistura de cor, sabor e faces, por conta disso, a cidade foi escolhida para retratar algumas cenas do filme “Ensaio sobre a Cegueira”, baseado no best-seller do português José Saramago.

A história passa por uma cidade não determinada, então, não somente a cidade de São Paulo deu sua paisagem como pano de fundo, Montevidéu, no Uruguai, e Guelph, no Canadá, também participaram das filmagens.

Em São Paulo, alguns pontos ícones apareceram na telona, como a escadaria do Teatro Municipal de São Paulo, Vale Anhangabaú, Viaduto do Chá e a famosa rua Oscar Freire.

 

 

Deixe um comentário