Carregando...

Mangia che ti fa bene

Se para um legítimo italiano o ato de comer é praticamente uma religião, a região de Emilia-Romagna é o Vaticano da boa mesa.

Por Edison Veiga

Considerado o melhor restaurante do mundo em 2016 e em 2018, o três-estrelas Michelin Osteria Francescana, do chef Massimo Bottura, é um belo cartão de visitas para a área italiana conhecida como Valle del Cibo — ou, internacionalmente, Food Valley.

Trata-se do local com a maior concentração de produtos de origem protegida — são 43 com selo de autenticidade. Embutidos, queijos, vinhos e outras delícias para gourmet nenhum botar defeito.

“Além dos produtos, há um ecossistema local de empresas, centros de pesquisa e governo, tudo que ajuda a estruturar projetos, em uma integração que propicia a reinvenção constante”, avalia o especialista em food marketing e desenvolvimento territorial Mikael Linder, pesquisador da Universidade Livre de Bolzano, na Itália. “É uma região que historicamente produz alimentos icônicos, como o queijo parmiggiano, a mortadela de Bolonha e o azeite de Modena.” O reconhecimento aumentou quando, em 2015, a Unesco, Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura, reconheceu a cidade de Parma como cidade criativa da gastronomia.

 Check-list

Não saia de lá sem experimentar: 

  1. Queijo Parmiggiano Reggiano
  2. Vinho Lambrusco
  3. Azeite Balsâmico de Modena
  4. Presunto Parma
  5. Mortadela de Bolonha
  6. Salame Felino

 

Mas o que fez da Emilia-Romagna uma região tão apetitosa? Não é uma receita simples. Tem o fator cultural, de séculos e séculos de refinamento de processos produtivos, e é importante o peso geográfico: os microclimas ali existentes favoreceram o desenvolvimento de esmeradas delícias. Lembre-se disso na hora de saborear um tagliatelle ou uma piadina e, brindar com um Lambrusco. Este último, aliás, metaforiza bem como a Emilia-Romagna soube se reinventar para o mundo. Outrora considerado um vinho de baixa qualidade, hoje conta com versões cuidadosas e sofisticadas,graças a produtores que aprimoraram os processos em busca de excelência.

Inaugurado em novembro de 2017 em Bolonha, o FICO Eataly World é uma amostra para o mundo dessa variedade gastronômica. FICO significa Fabbrica Italiana Contadina, ou Fábrica de Agricultura Italiana. Trata-se de uma verdadeira Disney do comer e beber. Em seus 100 mil metros quadrados, funcionam 45 restaurantes e 40 fábricas de alimentos, além de espaços para mais de 50 cursos por dia. Afinal, não basta comer bem. Para um bom italiano, é preciso cozinhar bem. Não à toa, Bolonha é conhecida como La Dotta e La Grassa — em português, a culta e a gorda.

Em cada cidade, uma refeição

Osteria Francescana, em Modena

 Reconhecido como o melhor restaurante do mundo, o restaurante de Massimo Bottura segue a receita de contemporâneos de sucesso: mergulha no passado tradicional para oferecer releituras impressionantes para paladar nenhum botar defeito.

osteriafrancescana.it

 

Ristorante Cocchi, em Parma

 

Localizado em um hotel, este é para muitos guias o melhor restaurante de Parma. Um paraíso para os amantes de um risoto bem preparado — com parmiggiano, claro — e para quem aprecia linguiças típicas curadas artesanalmente.

ristorantecocchi.it

 

Antica Corte Pallavicina, em Polesine Parmense

A fortaleza erguida no século 14 para ser um posto alfandegário às margens do Rio Pó se converteu em um restaurante que presta todos os tributos às tradições culinárias da região. Um dos melhores lugares para saborear o culatello, um dos embutidos típicos do Valle del Cibo.

anticacortepallavicinarelais.com

 

Trattoria da Amerigo, em Savigno

 

A 30 km de Bolonha, este restaurante habita os famintos sonhos de quem viaja para a Itália pensando nas mais incríveis massas: do nhoque ao tortelli, tudo ali é preparado como se fosse por uma legítima nonna italiana.

amerigo1934.it

 

 

Trattoria di Via Serra, em Bolonha

 

Da massa recheada com ricota produzida na região à carne, este restaurante se esmera em produtos originários dos Apeninos. É bom e simples — aconchegante como uma viagem precisa ser. Ao pequeno menu fixo, costumam ser incluídas opções do dia.

 

trattoriadiviaserra.it

 

Viaje com o Plano RDC

Hospede-se em Florença, a 108 km de Bologna e aproveite para fazer um roteiro gastronômico pela região, com

parada obrigatória em Parma, cidade do famoso queijo Parmiggiano Reggiano. Solicite um roteiro personalizado.

 

DANIELLY Alves Miranda Caetano

Quanto preciso para fazer esse passeio com Meu marido e filha de 10 anos?

9 de novembro de 2020 | Responder
    Maria Omena

    Olá, Danielly. Tudo bem? Para saber mais sobre esse destino, acesse o site da nossa agência. Há várias opções de roteiros para você e sua família: https://agencia.rdcviagens.com.br/.

    Obrigada e bom planejamento!

    9 de novembro de 2020 | Responder

Deixe um comentário